segunda-feira, 31 de março de 2014

Zaqueu

Olá, meus queridos amigos.
Para começar bem a semana, escolhi um trecho do livro Kairós, onde o Padre Marcelo Rossi faz mais um comentário, nos levando a refletir sobre essa passagem da Bíblia tão conhecida, como Zaqueu; mas será que paramos para analisar essas passagens e compará-las sempre com os dias de hoje em que vivemos com tantos problemas e preocupações, que simplesmente nos deixamos levar por eles, sem nos questionarmos se não somos nós mesmos quem procuramos viver nessa confusão que muitas vezes nos envolve pelas nossas fraquezas e inconsequências... Vamos pensar melhor?
Jesus entrou em Jericó e ia atravessando a cidade. Havia aí um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos. Ele procurava ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura. Ele correu adiante, subiu a um sicômoro para O ver, quando Ele passasse por ali. Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, viu-o e disse-lhe: "Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa". Ele desceu a toda a pressa e recebeu-O alegremente. Vendo isso, todos murmuravam e diziam: "Ele vai hospedar-se em casa de um pecador...". Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-Lhe: "Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo". Disse-lhe Jesus: "Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão. Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido". (Lc 19,1-10)
Padre Marcelo:
"Gosto muito do último versículo desse trecho do Evangelho de São Lucas. Ele nos lembra de que a missão de Jesus, o Filho de Deus, é salvar aquele que está perdido. Todos nós somos pecadores. Todos nós temos uma parcela de perdição. Uns cometem faltas pequenas, outros, faltas graves, mas todos nós, sem exceção, somos pecadores. Nascemos com o pecado original, herança de Adão e Eva, que é apagado no Batismo, mas vamos cometendo outros pecados ao longo da vida. Nem sempre nos lembramos de que há uma única maneira de nos salvar de nossos pecados e essa salvação tem um nome: Jesus!
Em sua curta existência na Terra, o Filho de Deus modificou a mentalidade dos povos daquela época. De lá para cá, o mundo mudou, a humanidade evoluiu, mas, infelizmente, a maldade e o ódio não foram varridos do planeta. Apenas ganharam outras formas de manifestação. O egoísmo, a inveja, a mentira, o desamor, a corrupção e a violência estão diante de nosso olhos, corroendo e contaminando a vida de todos.
Para nossa sorte, Jesus continua a ser o caminho da salvação. Ele quer mudar nossa mentalidade do mesmo modo que mudou a dos povos antigos durante Sua passagem pela Terra.
Jesus não rejeita os pecadores, Jesus os transforma. Quando o Senhor foi à casa de Zaqueu, este se sentiu acolhido e prometeu restituir ao povo tudo o que havia roubado. O Kairós de Zaqueu aconteceu com o acolhimento de Jesus.
Existe muita diferença entre compactuar com o pecado e acolher um pecador. Amparar um irmão é essencial, seja ele pecador ou não. Acolher o outro transforma tudo. Sempre digo aos meus voluntários do Santuário que a acolhida aos fiéis é o primeiro passo para que Jesus possa fazer a mudança na vida de quem bate à Sua porta.
Quem não gosta de chegar a um lugar desconhecido e ser acolhido com amor, com um sorriso e simpatia? Isso muda tudo, você se sente em casa. Do mesmo modo que as portas se abrem, você abre o seu coração. É quando Jesus pode fazer o Kairós acontecer em sua vida. Porque Ele sempre toca os corações abertos ao amor e à transformação.
Estou certo de que Jesus quer fazer um Kairós em sua vida, e mesmo sem conhecer você pessoalmente, posso afirmar isso. E sabe por quê? Porque eu posso não conhecer, mas, com certeza, Jesus conhece. Ele conhece suas fraquezas, suas faltas, seus arrependimentos, suas tristezas. Ele sabe até quais são os seus pecados de estimação, aqueles que sempre confessamos, mas não conseguimos deixar de cometer. Jesus sabe exatamente o que precisa ser mudado em sua vida e está pronto a acolher você. Ele só espera que você se permita ser ajudado. Faça isso, e o seu Kairós virá no tempo certo."
Uma ótima semana a todos
Abraços da amiga Janete

domingo, 30 de março de 2014

Doce de banana da terra com canela.

Olá, meus queridos amigos.
Voltei com mais uma receita para vocês.
Vamos aproveitar as bananas?
Sabemos que a banana depois de maduras, não resiste por muitos dias e logo fica com as cascas escuras e principalmente a banana da terra que usamos mais em frituras e cozidas, mas chega num ponto que não dá, pois não ficam "tenras"; então pensei em fazer um doce e deu muito certo; além das bananas da terra tinha algumas bananas prata e aproveitei para usar também no doce. Ficou uma delícia e como gostei muito da ideia, resolvi postar a receita para vocês.
 Bananas com açúcar
 Acrescentando a canela
 Doce no "ponto certo"
Ingredientes:
07 bananas da terra
06 bananas prata
Meio kg de açúcar cristal
100 gramas de canela em pó
Caldo de meio limão (opcional)
Como fazer:
Corte as bananas em rodelas, coloque todos os ingredientes numa panela e mexa sempre com uma colher de pau. Não acrescente água, mas se puder, não pare de mexer, para não agarrar no fundo da panela. À medida que for mexendo, vai amassando as bananas com a colher. Não demora muito e fica uma delícia.
Espero que tenham gostado da receita do "meu jeito".
Abraços da amiga Janete
"Amor é responsabilidade de um Eu para com um Tu: nisso consiste a igualdade daqueles que amam."
Martin Buber

sexta-feira, 28 de março de 2014

Doce de mamão verde com coco.

Essa é uma receita muito fácil, porém precisa de um pouco de paciência, mas para quem gosta de doce de mamão, é uma boa pedida.

 
 Ingredientes:
Mamão verde ralado (1 quilo)
700g de açúcar cristal
200g de coco ralado (melhor se usar o coco fresco)
01 colher de sopa de bicarbonato de sódio
01 pauzinho de canela
05 cravos da Índia.
Como fazer:

  • Corte as pontas do mamão e dê uns talhos ou riscos com uma faca na casca. Deixe reservado numa vasilha ou em cima da pia por uma hora, para sair o leite. Lave-os bem.
  • Corte ao meio, retire com uma colher as sementes, e rale a polpa no ralador grosso. Não é preciso tirar a casca (é opcional).
  • Coloque em uma bacia com bastante água e adicione uma colher de sopa de bicarbonato de sódio. Deixe por duas horas. Coe numa peneira, lave novamente e escorra espremendo bem para retirar o excesso de água.
  • Leve ao fogo numa panela: o mamão ralado, o açúcar, o coco, a canela e os cravos, e cozinhe até ficar bem cozido e dourado. Não precisa colocar água, porque o mamão vai soltar bastante líquido. Coloque numa compoteira e sirva frio ou gelado. Muito bom com queijo branco, bolo ou sorvete.

OBS: Não precisa seguir muito à risca, pois não dá para ficar pesando. Quando fiz esse doce, usei três mamões médios e rendeu uma quantidade maior do que a receita sugere; então, calculei a quantidade de açúcar e coco (usei coco seco). Como vocês podem ver pela foto, usei uma panela bem grande, apesar do volume diminuir à medida que vai cozinhando. Claro que usei mais a canela e os cravos, pelo mesmo motivo.
Além dessas duas vasilhas, deu para encher dois vidros de 200 gramas.
A receita pede para não acrescentar água, mas como a quantidade foi maior, à medida que ia secando, acrescentei por duas vezes, um copo de água. Mexendo sempre, ok?
O doce não estraga. Pode deixar na geladeira e usar por vários dias; por isso vale a pena ter paciência e "ralar" literalmente.
Abraços da amiga Janete
"Quero agradecer à divindade na mais perfeita pobreza e ela só me recebe na mais perfeita alegria."
Adélia Prado






quinta-feira, 27 de março de 2014

Eduardo Spohr


Vocês conhecem esse jovem escritor? Hoje o nosso "Cantinho da Literatura" vai falar um pouco sobre Eduardo Spohr, nascido no Rio de Janeiro, em junho de 1976. É um jornalista, escritor, professor, blogueiro e podcaster brasileiro. É o autor de A Batalha do Apocalipse, livro entre os mais vendidos no segundo semestre de 2010 no Brasil, da trilogia Filhos do Éden, e participante do podcast Nerdcast, do blog Jovem Nerd.
  
  Frases e pensamentos:
"Tem coisas que só o dinheiro compra. Para todas as outras existe a amizade."
"A grande batalha das nossas vidas é a construção do nosso próprio futuro. É viver com dignidade, apesar da nossa natureza imperfeita. É aceitar os outros como iguais, e ao mesmo tempo ter consciência da nossa verdadeira importância, e da capacidade de reger o nosso destino. Somos os donos de nosso caminhos, os únicos responsáveis por nossas vitórias, e pelos nossos fracassos. Ninguém nos controla. Somos livres, e essa é a nossa única arma."
Eduardo Spohr
Suas publicações:



A Batalha do Apocalipse, Editora Verus - 2010;
Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida, Editora Verus - 2011;
Protocolo Bluehand: Alienígenas, Editora NerdBooks - 2011;
Filhos do Éden: Anjos da Morte, Editora Verus - 2013;



"Fico emocionado", disse o escritor carioca sobre recepção calorosa na Bienal do Livro 2013, no Riocentro.
O autor diz que sonha em ver seus livros na tela do cinema e tem vontade de criar história em quadrinhos e livro de RPG.
Escritor carioca Eduardo Spohr tira foto ao lado de fã durante palestra na Bienal do Livro 2013, no Riocentro Mônica Imbuzeiro/Agência O Globo.
Trecho do livro A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr
"Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade."

Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heróicas, magia, romance e suspense.
Gostaram da sugestão?
Pesquisem e leiam mais Eduardo Spohr.
Até a próxima semana, com mais um jovem escritor brasileiro.
Abraços da amiga Janete.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Musse de limão

Olá, meus queridos amigos
Musse vai bem em qualquer estação do ano; depois de postar no "Cantinho da Culinária" as receitas de musse de maracujá e musse de chocolate, chegou a vez de musse de limão. Sei que só muda o sabor, pois a base é a mesma, mas sempre surge uma dúvida, então vejam essa receita:
Musse especial para uma pessoa muito especial. 
Parabéns, Juliana.

Ingredientes:
01 lata de leite condensado
01 caixinha de creme de leite
1/2 xícara de suco de limão.
Raspas de casca de limão para decorar.
Como fazer:
Bater tudo no liquidificador por 10 minutos.
Colocar em taças ou direto numa travessa de sua preferência.
Deixe gelar bem.
OBS: Se quiser pode dobrar a receita. Dá para 10 taças.
Simples assim.
Está chegando a Páscoa e no "Cantinho da Culinária", vocês encontrarão receitas fáceis para a ocasião, como torta de repolho, torta capixaba e outras, dentre as mais de 100 receitas que postei.
Abraços da amiga Janete

terça-feira, 25 de março de 2014

Lagoa Das Palmas

Olá meus queridos amigos.
Vocês sabiam?
A Lagoa mais profunda do Brasil fica no Espírito Santo.
  Pesquisadores descobriram que a lagoa mais profunda do Brasil está localizada em terras capixabas. A lagoa Palmas, fica em Linhares e tem 50 metros de profundidade. A pesquisa foi realizada pelo Laboratório de Limnologia e Planejamento Ambiental do Departamento de Oceanografia da Ufes.
A equipe do projeto "Estudos Integrados no Sistema Lacustre do Baixo Rio Doce"  estuda como as lagoas funcionam e a qualidade de suas águas. Segundo o coordenador do estudo, Gilberto Barroso, a profundidade é um fator determinante para o desenvolvimento dos lagos. "Como são muito profundas, há camadas de água que não se misturam, o que gera falta de oxigênio no fundo da coluna de água, concentração de nutrientes e microalgas", destaca o professor.
O projeto também revela dados sobre o suporte das lagoas a atividades de psicultura, sobre o nível de produtividade natural desses ecossistemas, sobre a poluição e também gera informações para a avaliação de mudanças climáticas. "É uma pesquisa que envolve várias dimensões. a qualidade do ambiente é razoável, mas o uso que se faz das lagoas inspira bastante cuidado", enfatizou o pesquisador.

Regiões envolvidas:
O projeto também envolve outras quatro lagoas da região de Linhares, Colatina e Aracruz. Lagoa Juparanã, Lagoa Nova, Palminhas e Terra Alta, e a ideia é que mais cinco sejam incluídas no estudo. Ao todo, a região tem 165 Km² de espelho d'água no Baixo Rio Doce.
O estudo foi realizado em parceria com o Instituto Estadual do Meio Ambiente (Iema), a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e a Associação dos Aquicultores de Linhares.
Essa foi mais uma curiosidade do Espírito Santo para vocês.
Abraços da amiga Janete


segunda-feira, 24 de março de 2014

Festa do Purím


Olá meus queridos amigos.
"Começando bem a semana" de hoje, vem com mais um texto do "Presente Diário", baseado na Leitura Bíblica Ester 9.1-2; 20-28, como uma séria reflexão para os dias atuais.
Vamos refletir?
Abraços da amiga Janete
"Bendiga o Senhor a minha alma!
Não esqueça nenhuma de suas bençãos!
(Sl 103.2)
No texto de hoje vemos como surgiu a Festa do Purím. O livramento do povo judeu, descrito no livro de Ester, foi tão impressionante que se criou uma comemoração anual para relembrá-lo. Deus já tinha estabelecido algumas festas - a Páscoa é um exemplo - como forma de não apagar da memória do povo o que Deus tinha feito por ele. Desde que foi estabelecido por Mardoqueu e Ester, o Purim é comemorado para lembrar que havia uma grande ameaça de extermínio dos judeus que foi revertida: foi o povo de Deus que destruiu seus inimigos. O Senhor mudou a situação de uma forma inesperada, usando a rainha para interceder junto ao rei e impedir a tragédia. A festa ainda é celebrada até hoje, voltada à alegria e despreocupação; as pessoas se fantasiam, presenteiam seus amigos com comidas típicas e fazem doações a pelo menos duas pessoas carentes. Todavia, pode ser que para muitos ela tenha deixado de ser um memorial da ação divina por seu povo.
É exatamente porque temos a tendência de nos esquecer do que Deus já fez por nós que tais comemorações são importantes. Precisamos, de vez em quando, deixar nossos afazeres e refletir nos rumos que nossa vida tomou. É assim que perceberemos a direção de Deus a cada passo, sua proteção, seu cuidado e amor demonstrados todos os dias. Da mesma forma que comemoramos nosso aniversário e o ano novo, poderíamos fixar nossas próprias "festas" relembrando os feitos do Senhor em nossas vidas. Mas, se você não quer ter mais uma data a lembrar, faça isso hoje mesmo. Tire um tempo para pensar em tudo o que Deus já fez e está fazendo em sua vida. Quando relembramos tais fatos, o sentimento só pode ser de gratidão. Você já agradeceu hoje por sua vida? Por ter conhecido Jesus? Pela vida eterna que ele lhe deu? Por sua família, sua saúde, seu trabalho? Tenha o cuidado de não esquecer o que Deus fez por você e louve-o constantemente por isso!
Vanessa Weiler Ribas
Francisco Beltrão/PR
"Festejar é bom, e as melhores festas são as de gratidão a Deus."

domingo, 23 de março de 2014

Parabéns Nininho!

Olá, meus queridos amigos
Estou muito feliz em homenagear no nosso blog da amizade, uma pessoa muito querida, que é o meu cunhado Gercílio, o Nininho, e dizer que pessoas assim são fáceis de lidar e aceitar um convite especial para uma reunião familiar em comemoração ao seu aniversário.
É sempre bom partilhar de momentos felizes com famílias felizes e assim  é a família do meu cunhado; pessoas alegres, e que sentem prazer em acolher os amigos, ou melhor, fazem questão da presença de cada um e isso é muito mais do que uma amizade; é amar o seu irmão com alegria e confiança.
Hoje a nossa homenagem é para essa família que preparou uns quitutes deliciosos com muito amor e nos fez sentir em casa.




Olha quem surpreendeu com um risoto maravilhoso!











Ocasião especial para reunir os irmãos








A família do aniversariante reunida.
Sabem quem soprou a velinha com o avô? A princesinha Eduarda, que completa seis meses hoje.














A você, Nininho, muita saúde, paz e alegria na sua vida, com a sua abençoada família. 
Com os agradecimentos da amiga Janete.
"Os amigos são presentes que Deus nos concede e devem ser cuidados com todo carinho."

...Notícias...