quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Jessier Quirino


Arquiteto por profissão, poeta por vocação, matuto por convicção. Apareceu na folhinha no ano de 1954, na cidade de Campina Grande, Paraíba e é filho adotivo de Itabaiana também na Paraíba, onde reside desde 1983.
É o autor dos livros "Paisagem de Interior"; "A Miudinha", "O Chapéu Mau e O Lobinho Vermelho", "Agruras da Lata D'Água", "Prosa Morena - acompanha um CD com gravações de alguns poemas", "Política de Pé de Muro" e "A Folha de Boldo - Notícias de Cachaceiros", além de cordéis, causos, músicas e outros escritos. O crítico do Jornal do Comércio - Recife fez o seguinte comentário:
 
"A poesia matuta já é um estilo consagrado da literatura brasileira. Nomes como Patativa do Assaré, Catulo da Paixão Cearense e Zé da Luz são conhecidos em todo o país como os principais representantes do gênero. Um pouco menos famoso que os três, mas podendo ser considerado tão importante quanto, é Jessier Quirino, poeta paraibano que vem se destacando por seu estilo humorístico."
Resumo de Biografia:
Filho de Antônio Quirino de Melo e Maria Pompéia de Araújo Melo e irmão mais novo de Lamarck Quirino, Leonam Quirino, Quirinus Quirino e irmão mais velho Vitória Regina Quirino.
Estudou em Campina Grande até o ginásio no Instituto Domingos Sávio e Colégio Pio XI. Fez o curso científico em Recife no Esuda e fez faculdade de Arquitetura na UFPB – João Pessoa, concluindo curso em 1982. Apesar da agenda artística literária sempre requisitada, ainda atua na arquitetura, tendo obras espalhadas por todo o Nordeste, principalmente na área de concessionárias de automóveis.
Na área artística, é autodidata como instrumentista (violão) e fez cursos de desenho artístico e desenho arquitetônico. Na área de literatura, não fez nenhum curso e trabalha a prosa, a métrica e a rima como um mero domador de palavras.
Dono de um estilo próprio, "domador de palavras" - até discutido em sala de aula - de uma verve apurada e de um extremo preciosismo no manejo da métrica e da rima, o poeta, ao contrário dos repentistas que se apresentam em duplas, mostra-se sozinho feito boi de arado e sabe como prender a atenção do distinto público.
Nos espetáculos com fundo musical, apresenta-se acompanhado de músicos de primeira grandeza, entre os quais, dois filhos, que dão um tom majestoso e solene ao recital. São eles: Vitor Quirino (violão clássico), André Correia (violino) e Matheus Quirino (percussão). Os músicos Letinho (violão) e China (percussão) atuam nos espetáculos mais elaborados.
Apesar de muitos considerá-lo um humorista, opta pela denominação de poeta, onde procura mostrar o bom humor e a esperteza do matuto sertanejo, sem, no entanto fugir ao lirismo poético e literário.
 Sobre Jessier, disse o poeta e ensaísta Alberto da Cunha Melo: "...talvez prevendo uma profunda transformação no mundo rural, em virtude da força homogeneizadora dos meios de comunicação e das novas tecnologias, Jessier Quirino, desde seu primeiro livro, vem fazendo uma espécie de etnografia poética dos valores, hábitos, utensílios e linguagem do agreste e do sertão nordestinos. ... Sua obra, não tenho dúvidas, além do valor estético cada dia mais comprovado, vai futuramente servir como documento e testemunho de um mundo já então engolido pela voragem tecnológica."

  Para vocês, um trechinho do poema "Vou-me embora pro passado", de Jessier Quirino.
Esse poema consta do livro "Prosa Morena", Editora Bagaço - Recife, 2001.
"No rastro da Bandeira de Manoel"
 
Vou-me embora pro passado,No rastro da bandeira de Manoel!
Vou-me embora pro passado!Lá sou amigo do Rei.
Lá tem coisas “daqui, ó!”
Roy Rogers, Buc Jones, Rock Lane, Dóris Day…
Vou-me embora pro passado! Vou-me embora pro passado,
Porque lá é outro astral! Lá tem carros Vemaguet
Jeep Willes, Maverick, Tem Gordine, tem Buick
Lá dançarei Twist, Hully-Gully, Iê-iê-iê...
Lá é uma brasa, mora! Só você vendo prá crer!
Assistirei Rin Tin Tin, Ou mesmo Jinne é um Gênio,
Vestirei calças de Nycron, Far West, Dura Bem,
Tecidos sanforizados, Tergal, Percal e Ban-lon!
Verei lances de anágua, Combinação, Califon,
Escutarei Al Di Lá, Dominiqui Niqui Niqui,
Me fartarei de Grapetti, Nas farras dos piqueniques!
Vou-me embora pro passado!
(N.A. Poema inspirado na leitura do livro Memorial de Marco Polo Guimarães, Edições Bagaço; em conversa antiga; e em outros poemas meus.)
Para encerrar, vou deixar umas frases desse poeta que mesmo de forma lírica ou irreverente, soube conquistar o Brasil, principalmente o reconhecimento dos fãs nas ruas do Recife; lotou a platéia com seu repertório renovado, e alguns clássicos em quatro espetáculos, no Teatro Santa Isabel.
Agenda sempre cheia, viaja por todo o Brasil, curte na atualidade um sucesso sem precedentes na história da poesia bem humorada.

Aprender nunca é demais, mas a prender nunca, é demais
Vou-me embora pro passado, La tem mais futuro. Dizem que quem vive de passado é museu, prefiro ser um museu do que uma shopping sem liberdade de um futuro melhor.
Danilo V. Jessier Q.

"Neste mundo, tem gente pra tudo e ainda sobra um pra tocar gaita"
"Gosto de fazer cócegas com as palavras"
"Um abraço fofo feito areia de formigueiro"
Jessier Quirino

"E se algum alegreiro me jogar

Tanto assim de alegria eu a renego
Porque fico que nem olho de cego
Que só serve somente pra chorar."
Se vocês curtiram esse "pedacinho" da história de Jessier Quirino, vale a pena pesquisar e conhecer mais esse querido escritor brasileiro.
Abraços da amiga Janete




 


domingo, 23 de setembro de 2012

Strogonoff de Bis


Olá meus amigos
Do blog receita preferida, escolhi essa deliciosa sobremesa para vocês; claro, com o meu aval, pois é realmente muito simples, pois é só misturar os ingredientes, mas é muito interessante, pois fica realmente com um bonito aspecto de strogonoff e o melhor: UMA DELÍCIA!
EU FIZ!!!!!
INGREDIENTES:
01 Lata de Doce de Leite  - 800g
01 Lata de Creme de Leite - 395g
01 Caixa de Bis Chocolate branco
01 Caixa de Bis Chocolate preto
MODO DE PREPARO:
Coloque o doce de leite em um recipiente grande a adicione o creme de leite. Misture bem até ficar homogêneo.
Os palitos de Bis deverão ser picados em cubos (cada palitinho de Bis dão 4 cubinhos) e adicionados na mistura homogênea.
Leve a gelar por 2 horas.
Se preferir, coloque morangos em calda.
PARA A CALDA DE MORANGOS:
01 caixa de morangos em rodelas
03 colheres de sopa de açúcar refinado
MODO DE PREPARO:
Leve ao fogo os ingredientes (morangos + açúcar) e deixe ferver até formar uma calda grossinha. Adicione no Strogonoff e leve a gelar.
Obs:
Como vocês podem observar na foto, eu não usei a calda de morangos, mesmo porque, quem sugeriu a receita foi o meu filho João Paulo e ele como fiel chocólatra; e como não gosta de morangos, claro, eu fiz em homenagem a ele.
A receita ficou perfeita, mas sugiro que acrescente mais uma lata de creme de leite, para essa quantidade de doce de leite; ou diminua o doce de leite mantendo a quantidade inicial do creme de leite; mas para quem gosta de um doce mais apurado, não precisa tirar e nem pôr. Está perfeito!!
Espero que curtam essa receita e pensem que a garotada adora esse tipo de doce e o dia das crianças se aproxima. Que tal essa dica para alegria da criançada?
Uma ótima semana a todos, com o abraço especial da amiga Janete
"Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte,
ele tem pressa de chegar, sabe-se lá aonde."

 

sábado, 22 de setembro de 2012

Primavera

 
 
Chegou enfim a Primavera. Chegou, com as flores enfeitando os ipês, ainda tímidos, mas em breve, muito em breve; todas as folhas darão lugar aos enfeites naturais motivando inspiração, a admiração de todos os olhares voltados para os desenhos mais deslumbrantes, pintados com as mãos de Deus e não tem como não brotar a reflexão no coração dos homens.
Seja bem vinda, Primavera. Os ventos mais fortes, a mudança do tempo se manifestando na terra que não pode mais ficar indiferente às reações dos prejuízos provocados pelos inconsequentes. É tempo de pensar, de rever e resgatar as maiores riquezas que essa estação sublime e alegre chega trazendo a esperança de continuar florindo hoje e sempre.
(Janete)
 
 "Foi atravessando os rigores do inverno que o tempo chegou à primavera." 
(Zálkind Piatigórsky)

"Nos galhos secos de uma árvore qualquer, onde ninguém jamais pudesse imaginar...
O Criador fez uma flor a brotar; olhai, olhai, olhai
Os lírios cresceram no campo. E o Senhor nosso Deus
Nos tem alimentado para nossa alegria..."
 
 "No inverno parece formosíssima a flor que, na primavera, nós desprezamos."
(Pietro Metastasio)
Feliz Primavera a todos.
Abraços da amiga Janete

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Primavera-verão


Boa noite meus queridos amigos.
Novamente a primavera chega radiando alegria em suas tendências e vocês poderão observar as diversidades de estilos e cores; como sempre, a moda primavera-verão chega iluminando os dias e as tardes frescas, dando continuidade para o verão que anda de mãos dadas na mesma tendência.
Dessa vez, escolhi apresentar as tendências femininas, masculinas e infantis, com algumas dicas de calçados e maquiagens e alguns outros acessórios. É claro que são apenas algumas dicas, pois a moda está aberta a muitos estilos, é muito ampla, mas dá para ter uma ideia para todos os gostos.
Muitas flores, frutas e cores nos padrões da nova estação












Um lindo desfile da moda feminina para vocês.



 
Maquiagem, sapatos, sandálias, pulseiras e colares. Acessórios que não podem faltar




 
 Moda masculina primavera-verão 2012
 


  
Para encerrar, algumas dicas da moda infantil:



 
Espero que tenham gostado dessa “amostra grátis” das tendências da moda primavera verão. Que vocês possam desfrutar dessas deliciosas estações, com saúde, paz e muita alegria.
Abraços da amiga Janete
"Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu."
 
 Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira.






 







 

...Notícias...