quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Hamilton Faria -

Olá, meus queridos amigos.
Hoje, mais um escritor brasileiro para abrilhantar o nosso "Cantinho da Literatura".
Para quem ainda não conhece, segue dois pequenos trechos falando um pouco sobre esse poeta.


Hamilton Faria publicou dez livros de poesia e participou de 20 antologias no Brasil e no exterior. Seu livro mais recente, mínimoIMENSO, foi publicado pela Casa dos Omaguás, em 2013 (digital e em papel); em segunda edição, em 2015. Participa de leituras poéticas no Brasil convidado por centros culturais, universidades e secretarias de cultura, fundações culturais, bibliotecas, livrarias, encontros de escritores, meios de comunicação; e espaços públicos.
No exterior, realizou leituras poéticas em universidades, centros de cultura, encontros de artistas, feiras de livros, ruas e praças.



mínimoIMENSO
I
 
Eu sou só isso
Mas tudo isso
Eu sol?
 
II
 
Ao despir o manto
Dá-me mais metáforas
Que água
 
III
 
Ao pisar a pedra
Deixa-me ser delicado
Como quem pertence
 
IV
 
A minha fome de mim
Não se baste à frugal palavra
Sacie-me o mistério
 
V
 
Antes que tarde
ver a metáfora
Transformar-se
Em árvore
 
VI
 
Imenso universo
Da minha vida pequena
Eu sou apenas
 
VII
 
Limpo o pó do espelho
O que me diz esta água fria
Severa fonte de Mallarmé?
Verdade ou ironia?

“Reuni estes poemas em um pequeno livro (mínimo), com poemas mínimos (três a quatro linhas) comunicando o imenso, trazendo consigo um cosmos de sentimentos, pensamentos emotivos, contemplações. O livro também busca novas situações poéticas, e trabalha com  as palavras e a linguagem, e está atento a uma unidade do texto, embora cada poema valha por si. O livro é também uma proposta e traz consigo um risco – a proposta do Potlatch e não há boa proposta se a literatura não for compatível –, pois não se sustenta se o texto não corresponder àquilo que se propõe”, diz.
O poeta esclarece que a forma do livro, cor, papel, a distribuição dos textos no silêncio da página, as fotos, tudo foi pensado para compor com os textos e a proposta e ficasse um objeto agradável para ser doado. Segundo ele, “a artista e designer Marilda Donatelli foi a grande autora desta apresentação e Rita Joly me ajudou na organização dos  poemas e dialogou com a produção”.

Foi apenas um "aperitivo", mas vale a pena saber mais sobre Hamilton Faria. Tenho certeza que vocês vão se surpreender com esse incrível poeta. Pesquisem.
Abraços da amiga Janete



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...