quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Affonso Romano

Olá, meus queridos amigos.
Ainda em homenagem a esse escritor genial, mais um lindo poema para vocês.

Estranhamento

Estranho
que depois dos 40
esteja aprendendo
o que é o amor.
Que tolo então eu era
achando
que já sabia tudo de cor
pensando
que nesta matéria
não sentiria mais dor
pois dor e alegria me abalam
e humilde
- reaprendo quem sou.

Talvez pensasse
já ter resolvido a questão
quando na adolescência
morto de amor
vivi a ressurreição.
Mas o amor revém
com seu mistério sobre o homem
que em breve
será velho. Revém
e me humilha. Me humilha
e glorifica
me deixa doce perplexo
enquanto minha carne
se estremece
- e maravilha.


Affonso Romano de Sant'Anna

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...