quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Natal 2013

Boa noite, meus queridos amigos.
Este ano, realmente foi muito difícil celebrar esse dia que é o mais importante do ano para toda a humanidade. Natal! Foram muitos, foram todos os natais da minha vida que passei junto à minha família, junto aos meus queridos pais e meus irmãos e consequentemente, com os agregados; cunhados, sobrinhos e desde a minha infância, quando vem à minha memória, os natais que a família da minha tia Glorinha se juntava à nossa família para uma grande celebração e confraternização nessa noite tão especial e tradicional. O tempo passou, as famílias se dividiram, afinal, estavam crescendo e formando novas famílias com os filhos, genros, noras, sobrinhos, netos, e ainda assim a tradição não podia parar.
Perdi o meu pai em 1991, há 22 anos e no Natal desse ano, ele já estava se despedindo e veio a falecer três dias após. Foi muito marcante, mas a tradição continuou. No ano passado, a minha mãe “brilhou”, pois foi a estrela da festa, conforme postei todas as fotos com ela, na festa que, sem que soubéssemos, seria a sua última festa de Natal.
Este ano foi muito difícil, pois a minha mãe veio durante todo o ano, dando sinais do seu cansaço, com algumas complicações que foram surgindo mês a mês. Mesmo assim, ela, que sempre fez questão de reunir a família, fazia planos para o Natal. Pediu até para fazer um vestido novo, mas com todos os planos da família para esse dia, infelizmente ela não conseguiu esperar e no dia 10 deste mês ela nos deixou.
Não deu para passar o Natal com os meus irmãos e toda a família, pois o sofrimento ocuparia o lugar das comemorações natalinas. Então resolvi passar com o meu esposo e os meus filhos, com um convidado especial, mas graças a Deus, conseguimos fazer a nossa ceia, com as doces lembranças dos Natais que passamos junto à minha querida mãe.
Peço a Deus por toda a minha família, que possamos nos unir e não deixar que essa tradição acabe e fique apenas em nossas lembranças e que o renascimento do menino Jesus se dê em cada coração durante todos os dias do ano, estendendo os votos de saúde, esperança e muita alegria na vida de cada um de vocês.

Abraços da amiga Janete.





A roupa não é coincidência, é uma homenagem à minha querida mãe.
Para matar as saudades, vejam em "Eventos", o Natal de 2012.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...