segunda-feira, 22 de maio de 2017

O Banqueiro

Olá, meus queridos amigos
Será que essa piadinha que era para ser considerada engraçada, não está lembrando uma piada sem graça com o que está acontecendo com o nosso País? Sem graça e muito triste; afinal, que Lava Jato é esse? Que autoridade? Como vai acontecer um desmanche desse sistema político, que só acontece duas coisas: muita acusação de um lado, muita defesa de outro, um jogo de peteca, fazendo um País inteiro de idiota; ora, quem acusa com tanta convicção, tem provas; quem deposita em contas bancárias, tem comprovantes. Cadê as provas? Cadê o dinheiro? Cadê o resgate das propinas? E as multas milionárias?
Quem será que não quer ou não consegue resolver esse problema tão sério? Muita gente presa, mas, e daí? E agora? Vai resolver?
Se tem provas, não tem argumento que convença o contrário.
Enquanto isso, continuaremos desgovernados? É isso que está acontecendo: o povo pagando as contas das propinas, sem ter de onde tirar, enquanto os políticos se beneficiam com "vantagens financeiras", e nós, aposentados, pagando mais de 60% do que ganhamos para ter direito a um Plano de Saúde, que já se limita com certos atendimentos que se faz necessário, e quem não consegue nem isso, e depende totalmente de atendimento público num Sistema Único de Saúde, que só deixa a desejar e humilhar o povo? E os milhões de brasileiros desempregados, e a violência aumentando, mas os lesados, roubados, feridos e mortos, são exatamente as pessoas honestas, trabalhadoras e que mal conseguem sobreviver nessa guerra fria, nessa guerra política...
É, mas se fala em muitos milhões e bilhões, com tanta facilidade...Essa desigualdade é mesmo injusta e irônica...
 
Será que estão esperando crescer a grama? - espero que seja num sentido figurado - Ou será que vão devolver esse dinheiro para que o povo brasileiro viva com a dignidade que merece - saúde, educação, segurança, trabalho e a certeza de que só depende dessa postura dos políticos, para que o País seja exemplo de honestidade e os políticos dando esperança para que as gerações futuras não criem uma falsa expectativa e queiram seguir esse exemplo vergonhoso, achando que só vence quem é mais "esperto", e que fazer o bem não compensa?
 
O mais triste, é saber que essa nova geração está também nas famílias de corruptos, mergulhados num baú de mentira e falsidade. Que futuro terão essas crianças, esses jovens, que já têm uma ideia formada para suas vidas, ou será que sentem vergonha dos seus pais? Prefiro a segunda opção, mas com muita pena desses filhos.

E pensar que temos tudo para ser uma nação feliz e digna, mas com certeza, depois desse desabafo, quero também mostrar o lado da fé e da esperança, para que realmente não percamos a vontade e a força em lutar pelo nosso querido, mas tão sofrido Brasil. Saibamos de uma coisa: Somos impotentes nesse momento, mas para Deus, nada é impossível!
 
Que Deus abençoe esse País e que a Sua justiça prevaleça. Não importa o tempo, pois o nosso tempo é um e o tempo de Deus é outro, mas de uma coisa tenho certeza: A justiça de Deus não falha e não tem como correr dela.
 
O Banqueiro

"Certa tarde, um famoso banqueiro ia para casa em sua "limusine" quando viu dois homens à beira da estrada, comendo grama.
Ordenou ao seu motorista que parasse e, saindo, perguntou a um deles:
- Por que vocês estão comendo grama...?
- Não temos dinheiro para comprar comida... - disse o pobre homem. Por isso temos que comer grama.
- Bem, então venham à minha casa e eu lhes darei de comer - disse o banqueiro.
- Obrigado, mas tenho mulher e dois filhos comigo. Estão ali debaixo daquela árvore.
- Que venham também -  disse novamente o banqueiro. E, voltando-se para o outro homem, disse-lhe:
- Você também pode vir.
O homem com uma voz muito sumida disse:
- Mas, senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!
- Pois que venham também. Respondeu o banqueiro.
E entraram todos no enorme e luxuoso carro.
Uma vez a caminho, um dos homens olhou timidamente o banqueiro e disse:
- O senhor é muito bom... Obrigado por nos levar a todos!
O banqueiro respondeu:
- Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazê-lo! Vocês vão ficar encantados com a minha casa... A grama está com mais de 20 centímetros de altura!!"

É mole? Fala sério! Será que existe gente assim??
Desculpem meus amigos, mas infelizmente não tenho como começar a semana de um jeito diferente, mas precisamos refletir, e pelo que vejo, no momento vamos ter que refletir, refletir e quem sabe, encontrar um jeito de ajudar o nosso Brasil...
É triste e revoltante e espero que eles não pensem como esse "Banqueiro", afinal, eles precisam de pessoas para pagar as "contas".
Abraços, Janete
 


Um comentário:

  1. Muito bom! Muita gente igual esse banqueiro, muita hipocrisia!

    ResponderExcluir

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...