terça-feira, 11 de abril de 2017

Terça-feira santa

Olá, meus queridos amigos.
Dando sequência à Semana Santa, como prometi a vocês, para cada dia, o resumo do Evangelho comentado. Hoje, falando sobre a traição de Judas Iscariotes.
 
Evangelho: Jo 13,21-33.36-38
Depois de dizer isso, Jesus ficou interiormente perturbado e testemunhou: "Em verdade, em verdade, vos digo: um de vós me entregará" [...] "Senhor, quem é?" Jesus respondeu: "É aquele a quem eu der um bocado passado no molho". Então, Jesus molhou um bocado e deu a Judas, filho de Simão Iscariotes. Depois do bocado, Satanás entrou em Judas. Jesus, então, lhe disse: "O que tens a fazer, faze logo". [...] Depois que Judas saiu, Jesus disse: "Agora foi glorificado o Filho do Homem. [...] Filhinhos, por pouco tempo eu ainda estou convosco". [...] Simão Pedro perguntou: "Senhor, para onde vais?" [...]
 






 
"A traição de Judas Iscariotes desencadeou o processo que culminará na morte de cruz de Jesus. A glorificação de Jesus, isto é, sua morte, estava começando. Agora era uma questão de tempo. Judas recusou o amor de Jesus e preferiu outros interesses, trocou o mestre por dinheiro. Judas é um discípulo silencioso e dele nunca ouvimos muitas coisas nos evangelhos. Talvez não tivesse Jesus por Senhor, mas por Rabi. Judas foi corrompido pela ganância, a ponto de trair a confiança não só de Jesus, mas também dos outros discípulos. Judas poderia ter feito diferente, mas deixou satanás entrar nele, perdendo a liberdade. Cuidemos das nossas escolhas para não trairmos o Senhor!"
 
Proposta do dia: Oferecer um sacrifício pelos que fazem missão na Semana Santa.
 
Minha boca anunciará a tua justiça (Sl 71[70]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...