quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Vamos conversar?

Olá, meus queridos amigos.
Vamos conversar um pouco?
Nesses seis anos de janetenaweb, sempre que surge uma oportunidade ou necessidade, gosto de bater "um papo" com vocês; falar um pouco sobre essa proposta de partilhar as coisas que acho interessante e que talvez possam ajudar de alguma forma, seja na inspiração de uma poesia, na reflexão de textos que levam a pensar sobre algumas atitudes e posturas, as sugestões de culinária, assim como os meus trabalhos de crochê e tricô, e as outras categorias que considero importantes:  Curiosidades do Espírito Santo e algumas dicas em "  Utilidades e Dicas", enfim, para quem segue o blog, deve ter observado os 33 links que estão à disposição de todos.
Sei que a maioria dos meus seguidores me conhece, sabe que sou uma pessoa simples, realista, batalhadora; uma pessoa normal com defeitos e algumas qualidades, mas ainda assim, não sou de falar muito de mim mesma, assim como, na verdade, não entro muito nos detalhes de quem realmente sou, afinal, se analisarmos com muito cuidado e sinceridade, podemos observar que não nos conhecemos tão bem assim.
Confesso que sou temperamental e muito sensível, embora nem todos percebam e a dificuldade ao conhecer pessoas, pois na maioria das vezes, sou naturalmente tímida, muito reservada e cuidadosa em julgar alguém, mas às vezes sou contraditória comigo mesma, pois chego a acreditar em afinidades à primeira vista, ao primeiro encontro, e principalmente ao primeiro olhar, como se já conhecesse essa pessoa de toda uma vida; penso que não acontece só comigo e com isso, sinto que sou confusa, ansiosa e penso também que muitas vezes a timidez gera um conceito estranho, passando uma falsa imagem, pois quando me sinto mais à vontade, sou simpática, alegre e muito expansiva.
O melhor dessas experiências que a vida nos promove, é quando temos oportunidade de conviver e conhecer melhor cada pessoa. Por isso considero a vida um jogo perigoso, quando somos movidos a sentimentos que nos expõem sem nos darmos conta, e então o perigo cresce, quando nos precipitamos e caímos numa emboscada das próprias atitudes, confiando em pessoas que realmente não nos conhecem e que também não as conhecemos o suficiente.
Mas sou muito feliz com todas essas experiências adquiridas ao longo dos meus 62 anos, aprendendo sempre com o jogo da vida; com os altos e baixos, e que entre ganhar e perder, muitas vezes ganhamos mais com as perdas - e as vitórias ficam por conta das experiências conquistadas com os sofrimentos e decepções - a vida é um eterno aprendizado.
É isso, meus amigos. Espero que não tenham ficado confusos com esse jeito de me apresentar a vocês, mas é assim que sou. Movida a emoções, jogo de cintura, mas com muita justiça, amor e solidariedade aos verdadeiros amigos. 
Espero que possamos nos conhecer melhor, e que em cada apresentação das postagens, estejam certos de que estou conversando com vocês de coração aberto; algumas vezes mais inspirada e segura, outras nem tanto, mas sempre com o mesmo carinho, atenção e preocupação em passar o que vocês realmente merecem ler e conhecer, sempre com os meus sinceros agradecimentos e reconhecimento por prestigiarem o nosso blog da amizade. É importante e gratificante para mim.
Que possamos derrubar as muralhas da desconfiança e nos doar com mais amor e desinteresse. Conto com a ajuda e apoio de vocês.
Deus esteja conosco e que as festas de final de ano, sejam iluminadas com sentimentos verdadeiros de fé, amor, caridade, gratidão e muita esperança de que dias melhores virão.
Saúde e paz para todos vocês, meus queridos amigos.
 Abraços da amiga Janete
Feliz Natal!
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...