quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Poema - Fernando Pessoa

Olá, meus queridos amigos.
 Em 25 de outubro de 2012, ele foi o homenageado nesse espaço -  dos grandes e queridos escritores; para quem não teve a oportunidade de ler, abram o "Cantinho da Literatura" e assim como ele, foram muitos que tive a alegria de partilhar com meus queridos leiores,lindas biografias, poemas, frases e pensamentos desses nobres poetas e Fernando Antônio Nogueira Pessoa  foi um dos mais importantes escritores e poetas do modernismo em Portugal e tenho a satisfação de oferecer a vocês, mais um de seus poemas. 

"O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
P'ra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...