quinta-feira, 30 de julho de 2015

Eldorado - Milton Nascimento

Olá, meus queridos amigos.
Hoje, especialmente, uma linda poesia de Milton Nascimento e Ronaldo Bastos para vocês que apreciam o "Cantinho da Literatura".
Para quem não conhece, é só abrir a porta desse espaço que nos leva a sonhar e divagar, com os maravilhosos escritores brasileiros que foram homenageados com suas surpreendentes histórias e poemas.
Eldorado
Quem te ensinou viver

Menino, quem foi teu mestre e mais
quem diz que vem do amor
E chega pra derramar meu ais
Quem te ensinou esperar


Não perde por esperar demais
Beira do cais estou
Na beira de uma saudade a mais



Volta para a estrada, gente cigana
vamos festejar o pouco que há
Nad se compara à farra da terra 
Quando a caravana passa por lá


Eu tambem fiz vinte anos Eldorado
E a caravana quis me levar
Me jogaram pra dormir num chão de cadeia
No meu sonho eu via as ondas do mar



Olhos que deram luz nos meus olhos
Nesse olhos onde estrelas vem se mirar
Caros olhos negors espelho da seda
Matam de saudade e o resto é lenda
É lenda



Quis te conhecer melhor, veio a madrugada
E me carregou pra um outro lugar
Muita coisa eu esqueci no fundo da mala
Mas não me separo daqule olhar


Não se poderá dizer não é de nada
Olhos que são meus de tanto sonhar
Não me lembro de ninguem com olhos mais negros
Nem manhã mais clara de se lembrar



Eu tambem fiz vinte anos Eldorado
E a caravana quis me levar
Me jogaram pra dormir num chão de cadeia
lam no galope as ondas do mar
 Milton Nascimento e Ronaldo Bastos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...