segunda-feira, 22 de junho de 2015

Mateus 18.21-22

Olá, meus queridos amigos; o texto de hoje é muito importante, pois sempre temos a quem perdoar e principalmente, nos perdoarmos a nós mesmos e sabemos que não é fácil, mas é necessário. Não podemos ficar eternamente com o coração endurecido e sofrido pela falta de perdão.
Vamos refletir?
Uma ótima semana a todos. Abraços da amiga Janete.

 "Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: Eu lhe digo: não até sete, mas até setenta vezes sete." (NVI)

"Perdoar setenta vezes sete é ser exercitado no amor, na graça e misericórdia do Senhor. A Bíblia diz que "o amor do Senhor dura para sempre" (Salmo 136.1), e o perdão de Deus, por meio da morte de Jesus, é a maior demonstração disso. Quando Jesus disse a Pedro para perdoar 490 vezes, Ele ensinou que o perdão tem conotação eterna. O perdão de Jesus nos salvou e nos garantiu a vida eterna. Deus o perdoou porque Ele o ama. Então, porque não perdoaríamos aqueles que nos ofenderam? Independentemente do que fizeram contra você ou sua família, chegou o dia de obedecer ao mandamento do perdão. O perdão é a chave que nos liberta da escravidão ao passado e nos libera para liberdade no futuro. Pratique o amor perdoando; os que perdoam mais serão mais perdoados. Pense nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...