segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Fraqueza humana

Olá, meus queridos amigos.
"começando bem a Semana" traz para vocês um lindo texto do livro  "Presente Diário" - para uma séria reflexão diante da situação em que nos encontramos para decisão da liderança do nosso País nessa época de eleição.
Será coincidência? Vejamos o que diz Manoel de Jesus The, de São Paulo/SP, comentando sobre a leitura Bíblica do livro de Ester 1.1-5;10-22.
"[Pela fé] da fraqueza tiraram força..."
(Hb 1 1.34)
"Este texto é uma comprovação de que em qualquer época o homem é sempre o mesmo. O argumento usado pelos conselheiros do rei Xerxes mostra o egoísmo presente na decisão. Se até os nobres da corte estavam preocupados com a consequência do fato, que se dirá dos simples súditos?
Por outro lado, vemos como cometemos julgamento prematuro a respeito de outros. Será que as mulheres do reino não poderiam, individualmente, fazer suas escolhas de conduta no tocante ao marido? É notável como tais nobres legislavam em causa própria.
São parecidos com alguns políticos de hoje, que apenas beneficiam aqueles que pertencem ao mesmo partido.
Vejamos também o que pensavam os nobres. A rainha Vasti deveria ser substituída por outra que aceitasse ser mulher-objeto. Peça de admiração que valesse por sua beleza e não pelo caráter. Isso lembra bem os valores dos dias em que vivemos. Será que somos uma geração mais civilizada? Também há algo invisível aos conselheiros do rei. Se, para ter autoridade em sua casa, os maridos precisassem de um edito real, que líderes fracos seriam! Nem perceberam que o conselho era uma revelação tão vergonhosa para eles. Segundo a Bíblia, a liderança masculina no casamento não se estabelece por meio de ordens, mas por meio de ordens, mas por amor à esposa e a Cristo (Ef 5.22-33), e acontece pelo exemplo.
O texto nos mostra que a fraqueza humana é encontrada em todas as gerações. Mas Deus não quer que nos conformemos com isso. Por meio de Cristo, ele oferece seu perdão àqueles que reconhecem sua fraqueza e se arrependem dela. O único modo de libertar-se da necessidade de continuar desobedecendo a Deus é entregando a vida a Cristo, que a torna nova e eterna. Ele transforma não apenas nossa família, mas todos os nossos relacionamentos e valores. - MJT.
"Quem vive com Deus não precisa forçar a situação, mas ganha uma força que faz bem a todos."

Uma ótima semana a todos.
Abraços da amiga Janete

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...