terça-feira, 16 de setembro de 2014

Caparaó

Olá, meus queridos amigos.
Já faz um tempinho que não posto alguma curiosidade do Espírito Santo, mas atualmente fala-se muito sobre a Serra do Caparaó e para quem não conhece, assim como eu também não conheço, vamos saber um pouco sobre essa maravilha da natureza e suas curiosidades.


 

PARQUE NACIONAL DO CAPARAÓ Situado entre Minas Gerais e Espírito Santo, o Parque Nacional do Caparaó é uma das mais importantes áreas de preservação da Mata Atlântica no país e um local de excepcional beleza que sempre proporcionou paisagens inesquecíveis como o nascer do sol visto do Pico da Bandeira.

A reserva foi criada em 24 de maio de 1961 por um decreto do presidente Jânio Quadros e tem 380 km² de área. Em setembro de 1998, o Ibama, através do Ministério do Meio Ambiente, reinauguraou a portaria do Alto Caparaó.


Depois, a área foi estruturada para proporcionar conforto ao turista e garantir uma exploração sustentável de seus atrativos. Próximo à entrada, encontra-se a Administração e o Centro de Visitantes, com sala de exposições, auditório, sanitários, loja e lanchonete.

Um pouco acima está o magnífico Vale Verde, formado pelo rio Caparaó. Além da bela mata, o local tem várias cachoeiras pequenas, poços naturais, vestiários, área para piquinique e churrasqueiras. Ali tem início a Trilha da Gruta do Jacu.

A 1.700 m a atração é a Cachoeira Bonita, a maior do parque, com 80 m de queda no leito do Rio José Pedro. Na trilha, há um mirante para apreciar o espetáculo. Próximo a ela, já nos 1970 m fica o camping da Tronqueira.

Um pouco acima, a 2000 m, situa-se o Vale do Encantado, às margens do Rio São José. O local tem muitas corredeiras, cachoeiras e piscinas naturais. O vale está na trilha do Terreirão (2.370 m), última base antes do Pico da Bandeira.


O Terreirão também é um camping e possui vestiários, um posta da Guarda e a Casa de Pedra - um abrigo construído antes da instituição do parque por pessoas que criavam animais naqueles campos.

No lado capixaba, portaria fica na localidade de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto. A 1.800 m de altitude, encontra-se o primeiro camping da trilha, a Macieira, um platô às margens do rio São Domingos.


Um quilômetro antes,dá pra apreciar a Cachoeira dos Pilões. Acima da Macieira está a Cachoeira do Aurélio, uma queda de 50 m sucedida por piscinas naturais. Prosseguindo, chega-se à Casa Queimada (2.150 m), outra área para acampamento e vigilância.

Acima do Terreirão e da Macieira estão os picos que, com outras montanhas, compõem a Serra do Caparaó. A 2768 m fica o Pico do Calçado. O Pico do Cristal está a 2798 m e no posto máximo do parque está seu principal atrativo, o Pico da Bandeira (2.892 m). Por isso uma média de 25 mil pessoas visitam o parque.

O parque criado em 1961, preserva 31 mil hectares de mata atlântica na fronteira entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais e abriga o 3º pico mais alto do Brasil, o Pico da Bandeira. Em Caparaó, o visitante pode fazer trilhas, conhecer cachoeiras e vislumbrar vistas impressionantes. Ao todo, são 9 municípios na região do parque: Iúna, Ibitirama, Irupi, Dores do Rio Preto, Divino de São Lourenço do lado capixaba e Alto Caparaó, Caparaó, Alto Jequitibá e Espera Feliz do lado mineiro. Os principais atrativos são a Cachoeira Bonita, o Vale Encantado e as suas altas montanhas. Atrás apenas do Pico da Neblina (3.014m) e do Pico 31 de Março (2.992m), o Pico da Bandeira (2.892) é ponto turístico mais famoso do parque. Nele, a temperatura pode chegar a até -8ºC no inverno.

Atração:
O parque atrai muitos turistas, principalmente durante as férias de inverno. Os turistas vêm principalmente em busca do clima frio, e para chegarem ao cume do Pico da Bandeira por conta da sua conhecida vista do nascer do sol no cume da montanha, do Pico do Cristal. Também há quem venha em busca de tranquilidade.
Os municípios possuem paisagens intocadas, tanto do lado mineiro, quanto do lado espírito-santense.


                                             
História:
Por volta de 1859, o Imperador Dom Pedro II determinou que fosse colocada uma bandeira do Império no Pico mais alto da Serra do Caparaó. Acredita-se que a denominação Pico da Bandeira se deva a este fato.
A Serra do Caparaó ainda foi palco da Guerrilha do Caparaó, instabilidade política ocorrida em 1964, período da Ditadura Militar vivida pelo Brasil. Em 1967, as forças armadas montaram um esquema tático para capturar ex-militares que faziam parte do grupo revolucionário e que estavam refugiados no Parque Nacional. O exército usou como base de acampamento todos os municípios vizinhos.
CURIOSIDADES:
O Caparaó se formou no período geológico Pré-Cambriano, entre 500 milhões e 4 bilhões de anos atrás. Seus primeiros moradores foram índios de língua gê ou macro gê, representados pelos Botocudos (Aimorés, Uatus, Puris e Botocudos).
O termo CAPARAÓ foi criado pelos nativos. Em seus variados segmentos linguísticos significa "tapado de paus tortos" "rio torto", "casa do rio torto" e "águas cristalinas que descem das montanhas"
A região foi desbravada pelo capitão-mor Manoel Esteves de Lima. Depois vieram os tropeiros, as vilas, e hoje a cordilheira integra dois estados e 25 municípios: 15 em Minas Gerais e 10 do Espírito Santo.
Reportagem extraída da Revista Guia Estrada de 2005
Repórter - José Carlos Carvalho - Secretário do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais.

Ao chegar, o visitante se deslumbra com a vegetação do local e a temperatura que cai consideravelmente. As maiores atrações são o mirante de onde é possível se avistar com clareza as cidades vizinhas e as inúmeras paisagens. meras cachoeiras próximas à Tronqueira. É o principal acampamento do Parque Nacional do Caparaó, contando com completa infra-estrutura de camping e estacionamento. Em certas horas do dia, alguns animais silvestres vêm curiosos ao camping, como quatis, ciriemas e aves-do-paraíso.


Com suas águas verdes e cristalinas o Poço dos Guardas em Pedra Roxa, Ibitirama/ES é uma prova viva de que a natureza de Deus é perfeita.                                                meras cachoeiras próximas à Tronqueira. É o principal acampamento do Parque Nacional do Caparaó, contando com completa infra-estrutura de camping e estacionamento. Em certas horas do dia, alguns animais silvestres vêm curiosos ao camping, como quatis, ciriemas e aves-do-paraíso.
Não é lindo? 
Em "Curiosidades" tem muito mais para vocês. Podem dar uma "espiadinha"
Abraços da amiga Janete

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...