quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Mário Quintana

Olá meus amigos.
Novamente no nosso Cantinho da Literatura, um pouco mais de poesias e pensamentos do nosso querido escritor Mário Quintana para matar as saudades.
Amizade: Amor: Romântico, Superação:
"Fechei os olhos para não te ver e a minha boca para não dizer... E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei e da minha boca fechada nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei... O amor é quando a gente mora um no outro."
"Se tiver de me esquecer, me esqueça. Mas bem devagarinho."
"Esquece todos os poemas que fizeste. Que cada poema seja o número um."
"Se um poeta consegue expressar a sua infelicidade com toda a felicidade, como é que poderá ser infeliz?
"Tão bom morrer de amor e continuar vivendo."
"Entre o olhar suspeitoso da tia e o olhar confiante do cão o menino inventava a poesia..."
"Viajar é mudar o cenário da solidão."
"Nada jamais continua. Tudo vai recomeçar! E sem nenhuma lembrança das outras vezes perdidas."
O eterno espanto:
"Que haverá com a lua que sempre que a gente a olha é com o súbito espanto da primeira vez?"
"Os verdadeiros versos não são para embalar, mas para abalar..."
"Quando duas pessoas fazem amor não estão apenas fazendo amor
Estão dando corda ao relógio do mundo."
"Fere de leve a frase... E esquece... Nada convém que se repita...
Só a linguagem amorosa agrada a mesma coisa cem mil vedes dita."

Do amoroso esquecimento:
"Melancolia - Maneira romântica de ficar triste."
Eu, agora - que desfecho! Já nem penso mais em tí...
Mas será que nunca deixo de lembrar que te esqueci?
Cada pessoa pensa como pode..."
"O mundo do sonho é silencioso como o mundo submarino.
Por isso faz bem sonhar."
"Nós vivemos a temer o futuro, mas é o passado que nos atropela e mata."
"A ironia atinge apenas a inteligência. Inútil desperdiçá-la com os que estão longe do seu alcance.
Contra estes ainda não se conseguiu inventar nenhuma arma. A burrice é invencível."
"Abandonou-te? - Pior ainda! esqueceu-me."
"Todos estes que aí estão atravancando o meu caminho,
Eles passarão... Eu passarinho!"
Qualidade de vida, Pessoas, Vida:
"A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe."
"Não me ajeito com os padres, os críticos e os canudinhos de refresco: não há nada que substitua o sabor da comunicação direta."
"O tempo é um ponto de vista. Velho é quem é um dia mais velho que a gente..."
"O passado não reconhece o seu lugar: está sempre presente."
"Quem dera eu achasse um jeito de fazer tudo perfeito, feito a coisa fosse o projeto e tudo já nascesse satisfeito."
"Só as crianças e os bem velhinhos conhecem a volúpia de viver dia a dia, hora a hora, e suas esperanças são breves."
"Sempre me senti isolado nessas reuniões sociais: o excesso de gente impede de ver as pessoas..."

Reflexão, Vida:
"O poema. Essa estranha máscara mais verdadeira do que a própria face."
"A saudade da amada criatura é bem melhor do que a presença dela."
"O futuro é uma espécie de banco ao qual vamos remetendo, um a um, os cheques de nossas esperanças. Ora, não é possível que todos os cheques sejam sem fundo."
"Qual Ioga, qual nada! A melhor ginástica respiratória que existe é a leitura, em voz alta, dos Lusíadas."
"Que importa restarem cinzas se a chama foi bela e alta?"
"O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso."
"Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo."

Poesia:
"Só se deve beber por gosto: beber por desgosto é uma cretinice."
"Não sei dançar. Minha maneira de dançar é o poema."
"Cada noite que Deus dá meu amor, que está no céu despetala uma estrelinha para ver se ainda o quero..."
"Só a poesia possui as coisas vivas. O resto é necropsia."
"De um autor inglês do saudoso século XIX: O verdadeiro gentleman compra sempre três exemplares de cada livro: um para ler, outro para guardar na estante e o último para dar de presente."
"Qualquer ideia que te agrade, por isso mesmo é tua. O autor nada mais fez que vestir a verdade que, dentro em ti, se achava inteiramente nua."
"Poema - Mas porque datar um poema? Os poetas que põem datas nos seus poemas me lembram essas galinhas que carimbam os ovos..."
"Cada poema é uma garrafa de náufrago jogada às águas... Quem a encontra, salva-se a si mesmo."
"Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente... e não a gente a ele!"
Despedida, Incentivo, Sabedoria, Saudade:
A morte deveria ser assim: um céu que pouco a pouco anoitecesse e a gente nem soubesse que era o fim..."
"Subnutrido de beleza, meu cachorro-poema vai farejando poesia em tudo, pois nunca se sabe quanto tesouro andará desperdiçado por aí...
Quanto filhotinho de estrela atirado no lixo!"
"Procures me amar quando menos mereço, pois é quando mais preciso."
"A saudade que dói mais fundo e irremediavelmente é a saudade que temos de nós."
"A eternidade é um relógio sem ponteiros."
"Só tu soubeste achar-me... e te foste!

Da mediocridade: - "Nossa alma incapaz e pequenina Mais complacências que irrisão merece.
Se ninguém é tão bom quanto imagina, também não é tão mau como parece."
"O que me impressiona, à vista de um macaco, não é que ele tenha sido nosso passado: é este pressentimento de que ele venha a ser nosso futuro."
O trágico dilema: - "Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro."
Agradecimento a Deus.
"Não importa saber se a gente acredita em Deus: o importante é saber se Deus acredita na gente..."
Da observação: - "Não te irrites, por mais que te fizerem... Estuda, a frio, o coração alheio. Farás, assim, do mal que eles te querem, teu mais amável e sutil recreio..."
Não dá vontade de parar de ler, mas na próxima semana teremos mais.
Até lá...
Abraços da amiga Janete

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...