sexta-feira, 10 de maio de 2013

Homenagem às mães




Bom dia, meus queridos amigos.
Domingo é um dia mais que especial. É o dia das mães; é o nosso dia que também somos mães e sabemos bem definir a importância dessa dádiva de Deus, que nos permitiu gerar uma, duas, ou mais vidas.
Nesse dia, sabemos que todas as homenagens são merecidas, pelo amor que instantaneamente brota em nossos corações, a partir do momento em que recebemos a notícia de uma gravidez. Quanta emoção! Quanta expectativa! Quantos sonhos! Sabemos também que a realidade é muito dura para se criar um filho; para se criar filhos, mas sabemos que o nosso amor de mãe é incondicional e aprendemos muito com as nossas mães que nos presentearam com as lições de amor, caráter e a certeza de que a capacidade de cuidar, de se responsabilizar, nasce e cresce com a luta do dia a dia, com os sacrifícios e a vontade de vencer e a expectativa de um futuro melhor, na ansiedade de chegar o dia de poder dizer: todos os meus sacrifícios não foram em vão.
Eu escolhi dois poemas que retratam e definem muito bem o perfil  de muitas mães, inclusive da minha mãe e com certeza de todas as mães que abraçaram essa missão.
Deixo os meus sinceros parabéns para as mães, dizendo que todas as suas qualidades estão na graça e nas bênçãos de Deus, pelo simples fato de sermos mães.


A elegância da minha querida mãe, com 93 anos de idade.
 Essa é a minha mãe. Exemplo de força, coragem, amor e fé.
Por trás desse sorriso, existe uma mulher que sempre lutou pela vida, pelos filhos e que hoje luta com a sua saúde que está se fragilizando, mas não esconde a alegria de viver.
Em nome de todos os seus filhos, netos, bisnetos, tataranetos e de todos que contribuíram para o crescimento da nossa família, agradeço por tudo que fez por todos nós e que com a sua presença, continua fazendo: continua demonstrando forças, ensinando a todos com esse exemplo de amor e coragem; esperança e muita fé.
Obrigada, minha querida e amada mãe.

POEMAS PARA AS MÃES

As mãos de minha Mãe
Autora: Norma Penido

Ainda me lembro com ternura
Das incansáveis mãos de minha mãe
Eram ágeis, eficientes, e confortantes
As benditas mãos que a todo instante
Estavam estendidas para mim...
Eram valorosas como duas guerreiras
Eram duas inseparáveis companheiras
Sempre lutando para o melhor servir
E nas horas de amarguras, nas noites escuras
Qual bússola mostravam o caminho a seguir
Mãos, que só se levantavam para o bem
Para ajudar, abençoar e acolher alguém
Mãos, que muitas vezes vi calejadas
Como as de Cristo que na cruz pregadas
Pelo grande amor que sentiu por mim...
Mãos, que hoje se movem lentamente
Ficaram frágeis, trêmulas e dependentes
O tempo passou, e agora desgastadas
Como irmãs gêmeas, estão sempre entrelaçadas
Parecem inúteis, mas têm inestimável valor
Pois falam de uma vida, de renúncias e de amor
As mãos de minha mãe... Benditas entre tantas!
Oh! Que mãos tão maravilhosas e santas!
Mãos que afago entre as minhas com carinho
Fazendo delas o meu mais seguro ninho
Na difícil hora da minha aflição...

Mãe
Autor: Edson Márcio dos Santos

Quando olho para trás e vejo que o tempo passou,
Agradeço a Deus a mãe que me presenteou.
Com ela, momentos de luta, peleja e sofridão.
Fizeram de mim um verdadeiro cristão.
Vejo as mãos de Deus nos momentos sombrios,
Momentos de calor e frio,
Ajudando uma pobre mãe a cuidar de seu filho,
Sem fazer qualquer distinção.
Olho para trás e vejo a caminhada longa percorrida,
Me fazendo lembrar dos pratos quase vazios, 
No momento do almoço e jantar,
Só não lembro de lágrimas derramadas, desesperadas...
Mãe de fé, mãe de luta, mãe coragem,
É o exemplo que tenho de minha mãe,
Vencendo barreiras e ultrapassando limites
Acreditem! Essa é minha mãe!
Sei o quanto foi difícil me educar,
Tendo ainda que cuidar do lar.
Responsabilidade de mulher, todos sabem como é...
Aprendi uma grande lição,
Desta mãe de grande coração.
A vida tem suas dificuldades, mas quando se é mãe,
A força brota como uma nascente,
Pelo filho que Deus deu como presente.

FELIZ DIA DAS MÃES!!!
Abraços da amiga Janete








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá eu Gostária, da sua opinião.

...Notícias...